Costa Vicentina

Depois de umas férias por terra de nuestros hermanos à procura das melhores escolas de escalada, desta vez optamos por relaxar na nossa belíssima Costa Vicentina e as suas magníficas praias.

Se há coisa que Portugal se deve orgulhar no que respeita a paisagens é a nossa costa, há paisagens para todos os gostos, desde a zona costeira, às montanhas, passando pelas aldeias tradicionais, falésias rochosas, campos de cultivo, etc., etc. Se pensarmos que a somar a tudo isto temos a fantástica gastronomia e o excelente “receber” das populações, aqui temos razões mais que suficientes para irmos à descoberta deste nosso pequeno mas belo país.

Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina abrange o litoral sudoeste de Portugal Continental, no sul do litoral alentejano e no barlavento algarvio em redor do Cabo de São Vicente, com uma extensão de 110 km, e inclui territórios das freguesias de Sines, Odemira, Aljezur e Vila do Bispo.

A ideia desta vez era relaxar, apanhar algum sol e retemperar forças para os meses de trabalho que se avizinham. No entanto, como não poderia deixar de ser, as cordas, pés-de-gato e restante parafernália que a escalada engloba lá nos acompanhou.

Desta vez para apinhar ainda mais o nosso pequeno carrinho juntou-se à festa uma longa prancha de “Longboard”, afinal de contas seriam férias na costa e certamente motivos para nos fazermos às ondas não iriam faltar! A aposta foi ganha e acabamos por descobrir belas praias com excelentes condições para a prática do surf, boas ondas, boa companhia e um excelente tempo fez destas umas férias mais húmidas do que o normal e menos verticais!

A ideia era ir fazer uns dias de escalada em Sagres. Inicialmente procuramos informação na internet, mas a informação é muito dispersa e para quem não tem um nível muito elevado há que procurar sectores que nos tragam o máximo de possibilidades. Tentamos o contacto com um clube de Montanhismo local, afinal de contas há uns tempos houve um encontro e tínhamos a hipótese de comprar os croquis distribuídos no encontro, mas infelizmente os croquis é um bem demasiado preciso para serem cedidos e assim foi-nos indicado para procurarmos a informação no “Dromedário”. E lá fizemos, mas na verdade para quem não conhece e nunca escalou em Sagres a tarefa tornou-se bem mais complicada e no final entre tempo a tentar decifrar a informação e encontrar os sectores lá se foi o tempo que tínhamos programado para escalar em Sagres. No final valeu nota positiva, pois o Bar  “Dromedário” acaba por ser um local de visita obrigatório, pelo menos para quem gosta de uns bons Snak´s e de se divertir!

Para além das fantásticas praias é de referir os esforços que estão a levar a cabo na Aldeia de Pedralva, no concelho de Vila do Bispo. Esta é uma típica aldeia Portuguesa, localizada entre o Parque Natural e de fantásticas praias e que em tempo contou com mais de 100 habitantes… Hoje em dia, com o abandono e a deterioração das casas, apenas vivem lá 7 dos habitantes naturais.

Um grupo de sócios, ao longo de vários anos conseguiu contactar todos os proprietários e comprar as casas, para as restaurar, mantendo sempre a arquitectura original, e assim criar um Turismo de Aldeia Activo.

Hoje em dia, ainda com obras a decorrer, a Aldeia da Pedralva é uma típica aldeia portuguesa, mas com um ar trendy, cool, activa e bela. Possui uma mercearia gourmet, uma pizzaria que todos dizem ter as melhores pizzas do mundo, promovem workshops, actividades desportivas, turísticas, etc. Aqui  podem ver tudo o que eles fazem.

Surfamos, passeamos, relaxamos, rimos, desfrutamos das belas paisagens, deslumbramo-nos com o que de mais belo o nosso País tem, aguçamos os dentes com a deliciosa gastronomia. Mas o melhor…  É experimentarem, Portugal vale mesmo a Pena!

Aqui fica a receita para uma boa semana de férias cá dentro:

1. Amigos “q.b.”

costa vicentina (36)

costa vicentina (169)

 

2. Uma “pitada” de surf

Surf na praia do Amado – Aljezur  
 
costa vicentina (2)
 

costa vicentina (30)

 

3. Uma “colherinha” de escalada

Escalada na Praia do Beliche (Sagres – Vila do Bispo)
 
 
 costa vicentina (73)
 
 
costa vicentina (84)
 
 
costa vicentina (91)
 
 
costa vicentina (195)

 

4. Praia “a gosto”

 

Praia da Bordeira (Carrapateira - Aljezur)

Praia da Bordeira (Carrapateira – Aljezur)

 

Praia do Beliche (Sagres - Vila do Bispo)

Praia do Beliche (Sagres – Vila do Bispo)

 

4. Uma “mão cheia” de paisagens de tirar o fôlego

 conjunto

 

5. Por fim, temperar com um “cheirinho” de bailarico

Na vila de Zambujeira do Mar (Odemira)
 
costa vicentina (244)
 
 

One Response to Costa Vicentina

  1. Sérgio Carmo

    Espectacular! Estou a ver que deu grandes férias! Escalada, surf, praia… bailarico e copos nem se fala! É cada vez mais o meu local favorito de Portugal. É lá que quero a minha quinta com cavalos, cães… e principalmente, muitos, muitos amigos, sempre!

Deixe uma resposta

UP WE GO